terça-feira, 25 de julho de 2017

Teoria do medalhão.

Nosso maior contista, ao menos a meu ver, escreveu um excelente conto chamado "Teoria do medalhão", que você encontra aqui (é super curto).

Machado de Assis criticou a sociedade de aparências, a dos atalhos e as pessoas que falam palavras sem nem ao menos ter conhecimento de seu conteúdo.

Li esse conto e acredito que ele se adequa perfeitamente ao estudo de concursos. 

Nós sempre queremos buscar atalhos. Queremos decorar "ubermassverbot" para colocarmos em uma prova de direito constitucional sem nem mesmo lermos Alexy (confesso aqui a mea culpa).

Fico me indagando em deixar ou não o Santo Graal aqui no blog. Eu mesmo o usei tão só em algumas vezes, em matérias que eu realmente não sabia como me locomover, porque sempre entendi que era um resumo feito por outras pessoas. Preferia o resumo que eu mesmo fazia das aulas e livros que eu lia.

Daí sempre vejo pessoas me perguntando se o Santo Graal serve para a magistratura, para o MP Estadual, para a Defensoria e teve até um caso que me perguntaram se serve para a Diplomacia.

Claro que serve! Temos a vontade de sempre encontrar atalhos e justificativas, não importando quais eles sejam e para qual finalidade eles tenham sido feitos.

A Teoria do medalhão para mim é nítida no estudo para concurso. 

Lembro-me de candidatos na prova de juiz que, após a fase de sentença, saíam da sala dizendo: -nossa, mas eu apliquei aquela teoria X do autor Y (e eu nunca tinha ouvido falar nisso). Ou então, bem antes de começar qualquer prova objetiva, alguém começa a falar que está em tal fase de tal concurso para só se aparecer e te deixar menos confiante.

Acho que esse conto me serviu para dar um conselho e um desabafo: não sejamos medalhões. Sei que resumos, a autoconfiança e alguns atalhos são essenciais na vida. Mas, se queremos realmente construir uma sociedade melhor, não podemos ser um enorme mar seco.

Para quem quiser se aprofundar só um pouco na análise desse conto, o canal do Youtube Direito & Literatura fez um vídeo sobre ele (aqui). 

Abraços a todos! 

4 comentários:

  1. Olá Vinícius!

    Excelente texto! A teoria do medalhão de fato se aplica ao estudo para concursos.

    Quanto ao Graal, eu entendo que a manutenção dele aqui no blog é de um valor inestimável para muitas pessoas que estão estudando para o MPF, e tem enormes dificuldades de encontrar esse material, dentre os quais eu me incluo.

    Fiquei muito tempo tentando encontrá-lo na Internet, e graças à sua generosidade, consegui encontrar o material. No mundo, contudo, infelizmente, assim como existem pessoas solidárias e que compartilham aquilo que possuem para ajudar ao próximo, como você, existem outros tantos que, mesmo tendo a posse desses materiais, negam-se a ajudar ao próximo.

    Pode ter a certeza absoluta que o simples fato de você compartilhar o referido material aqui no blog ajudará muitas pessoas que não têm tempo para estudar, a encontrar pelo menos um "norte", uma "bússola" para iniciar os estudos para esse concurso. O seu ato é de valor inestimável, e saiba que a lei do universo certamente te recompensará à altura de sua generosidade, solidariedade e desprendimento.

    Se o adágio "aquilo que você faz, retorna para você", fruto da lei do retorno, é verdadeiro, então você terá o justo quinhão de boas recompensas por facilitar a vida de muitas pessoas que querem uma direção para os estudos para o MPF.

    Graças a você, milhares de pessoas estão tendo pelo menos uma base para os estudos para esse específico concurso, e isso é de valor inestimável - você não tem ideia do bem que está fazendo a tantas pessoas espalhadas por esse imenso Brasil, muitas das quais não têm recursos para bancar preparações mais focadas no concurso, mas que, a partir de seu ato de generosidade ímpar, agora podem ter uma esperança de traçarem para si próprias um futuro mais alentador.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Concordo Vinicius,muitos por ai estão a vender fórmulas mágicas para passar em concurso como coach,modelos prontos de estudo,pessoas que enfiam remédios goela baixo como ritalina,rivotril e outras porcarias.
    Mas cabe uma ponderação há ser feito algumas coisas facilitam como sinopses para concursos e alguns esquematizados junto claro com livro de apoio mais denso creio que pode ajudar.Eu particularmente utilizo um livro esquematizado e outro mais pesado para justamente formar uma base boa para o concurso.E assim o enfoque do concurso é diferente de um doutorado,mestrado.No concurso tem que ser mais pragramático,por sua vez em pós,doutorado e mestrado é enfoque mais doutrinário em meu entendimento.

    ResponderExcluir
  3. nada supera o lento e concreto esforço diário na leitura de centenas de páginas e na feitura de milhares de exercícios.

    abç!

    ResponderExcluir
  4. Vini, disse tudo! A caminhada é própria de cada um e deve ser feita da forma correta, desde o início... Excelentes palavras! Um abraço! Rapha.

    ResponderExcluir